/Ciro admite até não disputar em 2018 por causa de tanto “desmantelo”

Ciro admite até não disputar em 2018 por causa de tanto “desmantelo”

Compartilhe!

O ex-ministro Ciro Gomes (PDT), em entrevista ao programa “O POVO no Rádio”, nesta manhã de segunda-feira, voltou a bater duro no presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB/RJ). Ele disse que fala sobre Cunha porque alguém precisa falar desse “bandido”. Citou uma série de escândalos envolvendo o presidente da Câmara.

Ciro chegou a lamentar que figuras da política como Tarso Genro, ex-governador do Rio Grande do Sul, e o senador Eunício Oliveira (PMDB) não falem nada sobre Eduardo Cunha.

Indagado sobre eleições presidenciais 2018, Ciro Gomes admitiu que, neste momento, não teria mais vontade de disputar, em razão de um cenário onde o governo concedeu muito espaço para “essa gente”.

O desmantelo está tão grande e tão grave que vai ser difícil para o sucessor de Dilma Roussef governar, prevê o ex-ministro.

Ciro também se posicionou contra impeachment da presidente Dilma Rousseff, mas entendeu que isso é consequência desse cenário de maus políticos detento espaços.   (Blog do Eliomar)


Compartilhe!

Comente com Facebook