/Roberto Carlos fala sobre suposto romance com vizinha: ‘Não estou apaixonado’

Roberto Carlos fala sobre suposto romance com vizinha: ‘Não estou apaixonado’

Cantor usou um espaço em seu site oficial para desmentir inclusive que teria convidado a moça para gravar seu clipe: ‘Não vou gravar nada’

Desde o início deste mês circulam rumores de que Roberto Carlos estaria apaixonado mais uma vez. E a eleita seria Viviane, uma sul-matogrossense de 26 anos, vizinha do artista na Urca, Zona Sul do Rio de Janeiro. Mas nesta quarta-feira (23) o cantor usou um espaço em seu site oficial para desmentir os boatos. “Isso tudo para mim é uma surpresa. Não estou apaixonado, não estou para gravar nenhum clipe e sinceramente não mandei flores para ninguém. Deve haver algum engano em tudo isso”, escreveu no espaço, que não era atualizado desde 2013.

Segundo a coluna “Retratos da Vida”, do jornal “Extra”, Roberto Carlos teria convidado Viviane para participar de seu novo clipe e, diante da negativa em um primeiro momento, oferecido, inclusive, um cachê. Mas, tida como uma jovem tímida e simples, ainda assim, para espanto dos amigos, teria preferido não se envolver com Roberto Carlos.

Logo após completar 74 anos de idade e comemorar a data fazendo um show, Roberto Carlos passou por uma intervenção cirúrgica para melhorar a aparência. O vencedor do prêmio Billboard da Música Latina 2015 se submeteu a um procedimento estético para reduzir a flacidez na região do pescoço. A técnica, conhecida como lifting, foi realizada na Clínica Interplástica, em Botafogo, Zona Sul do Rio de Janeiro. Ao Purepeople, a assessoria do artista confirmou a informação.

Vaidoso, o cantor também não dispensa os cuidados com o corpo. Em uma entrevista no início deste ano, Roberto Carlos contou que é adepto do suplemento alimentar whey protein, o preferido entre os viciados em musculação. “Tomo aquele whey protein – o de chocolate é gostoso. E sorvete também é permitido”, admitiu o músico em entrevista ao “Programa Amaury Jr.”. Além do reforço, ele também cuida do corpo com a ajuda da medicina ortomolecular. “Pratico há uns 3 anos e gosto muito. São muitas pílulas, suplementos, tudo muito dosado”, pontuou.

 

Comente com Facebook