/Assembleia Legislativa celebra 10 anos da Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza

Assembleia Legislativa celebra 10 anos da Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza

No dia 31 de agosto, às 19:00hs, no Plenário Treze de Maio, da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, ocorrerá a sessão solene em comemoração aos dez anos da AMLEF – ACADEMIA METROPOLITANA DE LETRAS DE FORTALEZA, presidida pelo advogado, poeta e orador Júnior Bonfim.

Na ocasião, será empossado como acadêmico, ocupando a cadeira número 01, o religioso capuchinho Frei Hermínio Bezerra, escritor de um vasto e elogiável currículo: graduado em filosofia, teologia e psicologia, colaborador de vários jornais, autor de diversos livros, dentre os quais: Raízes da Demopsicologia do Nordestino, a Religiosidade Popular no Nordeste e Légua Tirana. A AMLEF se felicita ao receber o Frei Hermínio Bezerra como o mais novo imortal. Além disso, no referido evento, serão agraciados com a Medalha Mário Caúla, a jornalista e também acadêmica Lêda Maria, bem como Luciana Dummar, em reconhecimento às valiosas contribuições à nossa cultura.

Instituída em 25.06.2005, a AMLEF tem como objetivo cultivar a língua nacional e a sua literatura, congregando escritores, intelectuais, professores e outros intelectuais, sempre incentivando tudo o que diga respeito à cultura, às letras e às artes. Figuram em seus quadros valorosos acadêmicos: romancistas, prosadores, cordelistas, contistas, poetas, artistas que encontram na literatura – em suas mais variadas vertentes – o prazer da vida.

A AMLEF, em seus dez anos de existência, busca ser mais que apenas uma Arcádia literária, onde os integrantes geralmente ficam encastelados em suas muralhas de intelectualidade, quase que hermeticamente fechados para os demais e para o universo ao seu redor. A AMLEF busca ser uma academia de difusão do saber, ciente de sua imensa responsabilidade social, notadamente por meio da inclusão cultural, da integração com outras academias, desenvolvendo trabalhos e projetos que envolvem algo bem maior, qual seja, a difusão da literatura cearense, expandindo-a para o Brasil e também para o restante do mundo. Tudo isso pode parecer ousado, mas se mostra real.

A AMLEF vem somando esforços com outras academias literárias para a difusão da literatura, participando de eventos internacionais com o lançamento de Antologias, a exemplo do que ocorreu em abril de 2015, quando do Salão do Livro de Genebra, da participação em cadernos literários organizados por grupos de comunicação, por meio da participação de seus acadêmicos em artigos de jornais, em livros, cordéis…

Grecianny Carvalho Cordeiro-Promotora de Justiça

 

Comente com Facebook