/A Zika chegou ao Brasil. Conheça os sintomas

A Zika chegou ao Brasil. Conheça os sintomas

Após a confirmação, quinta-feira (14), pelo Ministério da Saúde da circulação do zika vírus no país, é importante atentar para os sintomas e a prevenção da doença:

O Zika vírus é um espécime da família Flaviviridae e é transmitido aos seres humanos por mosquitos. Relacionada com outros flavivírus suportados patogênico vetor incluindo dengue, ligado à febre amarela, dengue no Nilo Ocidental e o vírus da encefalite japonesa.

A única maneira de evitar a infecção é não ser picado pelos mosquitos transmissores, que pode ser usando repelentes para insetos, facilmente encontrado em farmácias e mercados.

Os sintomas da Zica têm confundindo os doentes porque se assemelham aos da dengue. A diferença entre um e outro é a coceira intensa na pele e a conjuntivite, no caso do Zika vírus.

Febre por volta dos 38 graus, dor de cabeça, no corpo e nas articulações, diarreia, náuseas, mal-estar. A erupção cutânea (exantema) acompanhada de coceira intensa pode tomar o rosto, o tronco e os membros e atingir a palma das mãos e a planta dos pés. Fotofobia e conjuntivite são outros sinais da infecção pelo Zika virus.

O período de incubação varia entre 3 e 12 dias após o contágio. A enfermidade é autolimitada. Em alguns dias, o organismo se encarrega de combater o vírus, que desaparece sem deixar sequelas.

Sintomas menos relatados são a anorexia, diarréia, constipação, dor abdominal e tontura. A boa noticia é que o Zika vírus não é muito nocivo, ou seja, não mata o doente como o vírus da dengue.

Como nas outras viroses, o tratamento visa ao alívio dos sintomas com analgésicos, anti-inflamatórios não-esteroides e antitérmicos que não contenham ácido acetilsalícico. É muito importante manter o paciente bem hidratado e procurar um médico para assim que os primeiros sintomas se manifestarem.

Comente com Facebook