/Morre filho de Alckmin em São Paulo em acidente de helicóptero

Morre filho de Alckmin em São Paulo em acidente de helicóptero

Um dos ocupantes da aeronave que caiu na tarde desta quinta-feira (2) na região de Carapicuíba era Thomaz Alckmin, um dos filhos do governador Geraldo Alckmin. Ele é o filho mais novo do tucano. Thomaz era piloto, mas segundo assessores do governador, ele estava na condição de copiloto da aeronave.

Coube a um assessor próximo de Alckmin dar a notícia. O tucano se preparava para viajar para Campos do Jordão, na região da Serra da Mantiqueira, onde a primeira-dama do estado, Lu Alckmin, já estava. Alckmin tem outros dois filhos, Geraldinho e Sofia. Thomaz era o caçula da família e tinha duas filhas – uma de nove anos e uma bebê de um mês. Thomaz Alckmin era casado desde 2011 com a arquiteta Thais Fantato.

O helicóptero caiu sobre o telhado de uma casa em obras em Barueri, na região metropolitana de São Paulo, provocando a morte de quatro pessoas. A maior parte do helicóptero caiu no chão, entre as árvores. A aeronáutica vai investigar o acidente. O condomínio onde aconteceu a queda fica na altura do km 26 da Rodovia Castello Branco.

O helicóptero estava em fase de testes e revisão. Ele havia decolado de um heliponto em Carapicuíba e faria um voo experimental, retornando ao ponto de origem. A aeronave modelo EC 155, prefixo PPLLS, pertence à empresa Seripatri, do empresário José Seripieri Filho, principal acionista da Qualicorp.

Os corpos das cinco vítimas (o piloto Carlos Esquerdo, o copiloto Thomaz Alckmin e três mecânicos) foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML), em São Paulo.

Em fevereiro do ano passado, Thomaz e a filha dele ficaram no meio de um tiroteio após serem abordados por criminosos na região do Morumbi. Eles estavam em um carro sem blindagem quando outro veículo parou na frente, impedindo a passagem, e quatro homens saíram armados. O filho do governador estava acompanhado por um carro de escolta. Os policiais militares reagiram e houve troca de tiros com os criminosos. Thomaz e a filha foram retirados do local em segurança, sem ferimentos. Os criminosos fugiram em seguida. Em 2002, ele já havia sido alvo de criminosos. Um PM que fazia a segurança de Thomaz foi baleado e morreu após trocar tiros com bandidos na Vila Mariana, Zona Sul de São Paulo.

Comente com Facebook