/Mais 11 no corredor da morte por tráfico de drogas na Indonésia

Mais 11 no corredor da morte por tráfico de drogas na Indonésia

Definitivamente a Indonésia não tolera o tráfico de drogas. Sua revolta com traficantes remonta a luta contra ópio introduzida na região pelos ingleses. foram longos anos de combate as drogas que fizeram verdadeiros exércitos de zumbis vivos naquele país. De lá pra cá, os governantes que pregam o combate

A Indonésia está pronta para executar sete estrangeiros que estão no corredor da morte, depois de seus pedidos de clemência presidencial terem sido rejeitados, afirmou nesta quinta-feira (29/01) o governo do país.

Segundo o governo indonésio, entre os condenados estão dois australianos e cidadãos do Brasil, da França, da Nigéria e de Gana. Todos foram condenados por tráfico de drogas. O brasileiro é o paranaense Rodrigo Gularte, de 42 anos.

Além deles, quatro indonésios tiveram seus pedidos de clemência rejeitados e enfrentarão em breve o pelotão de fuzilamento. Um deles foi condenado por tráfico. A imprensa da Indonésia afirma que, entre os condenados, está também uma mulher das Filipinas.

“O gabinete do procurador-geral tem agora 11 condenados no corredor da morte, prontos para serem executados”, disse, na noite desta quarta-feira, o porta-voz Tony Spontana, indicando que uma decisão sobre onde e quando terão lugar as execuções ainda não foi tomada.

A Indonésia executou, no início deste mês, seis condenados por crimes relacionados com droga, incluindo cinco estrangeiros, numa ação que gerou protestos do Brasil e da Holanda – cujos cidadãos figuraram entre os executados –, levando os respectivos governos a anunciar a retirada dos seus embaixadores do país.

Comente com Facebook