/2º escalão do governo Camilo deve ser definido até sexta-feira

2º escalão do governo Camilo deve ser definido até sexta-feira

Os nomes que irão compor o segundo escalão do Governo do Estado devem ser anunciados até o próximo dia 30 de janeiro, assegurou o governador Camilo Santana (PT). Segundo o petista, o novo gestor da Controladoria-Geral de Disciplina (CGD), cujo nome já estaria definido, também deve ser conhecido na sexta-feira.

Camilo acompanhou, ontem, o ministro da Educação e ex-governador do Ceará, Cid Gomes (Pros), durante inauguração da sede do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), em Itapipoca (147 km de Fortaleza). O governador também respondeu sobre ações estaduais de convivência com a seca.

Desde que anunciou o primeiro escalão do seu governo, Camilo tem conversado com secretários, deputados estaduais eleitos e lideranças partidárias para alinhar as ações de sua gestão.

Sob comando provisório, empresas e órgãos públicos do Ceará passam por “transição prolongada” sem a indicação dos novos gestores.

 

Cargos

Conforme O POVO antecipou ontem, o novo titular da CGD deve ser um delegado federal. A informação foi dada pelo secretário da Segurança Pública, Delci Teixeira, na última semana. Camilo disse que o novo gestor do órgão está definido, mas não deu detalhes.

A expectativa é de que o grupo do segundo escalão tenha padrão mais “técnico”, já que o perfil político predominou na indicação de titulares. Contudo, a lista de aliados políticos, remanescentes de uma coligação com 18 partidos, pode pesar na definição. Legendas como PRTB, PEN e PV não foram contempladas com cargos no primeiro escalão.

Entre os órgãos que aguardam definição, estão a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) e a Superintendência de Obras Hidráulicas do Estado (Sohidra), importantes para o planejamento de convivência com a seca.

Sobre as ações que deve adotar diante do prognóstico da Funceme de chuvas abaixo da média pelo quarto ano consecutivo, Camilo ressaltou que o Governo formou um grupo de trabalho que deve apresentar um plano para a seca no Ceará em 2015.

Em relação à possibilidade de racionamento de água nos municípios cearenses, incluindo a Capital, o governador falou que a decisão dependerá da análise do grupo de trabalho.

O prazo para a divulgação do plano, no entanto, ainda não está definido. De acordo com o prognóstico da Funceme, o Ceará tem 64% de chances de ter mais um ano de seca.

Opovo

Comente com Facebook