/Ministério Público pede afastamento do Prefeito de Canindé

Ministério Público pede afastamento do Prefeito de Canindé

O Ministério Público Estadual através da Promotora de Justiça Lucy Antonelli ingressou com duas ações contra o prefeito de Canindé Francisco Celso Crisóstomo Secundino, do Partido dos Trabalhadores (PT).
Na primeira ação, a representante do MP pede o ressarcimento dos valores da Contribuição da Iluminação Pública que foram usados irregularmente pelo gestor municipal. A promotora requer ainda que Crisóstomo fique impedido de usar o recurso futuramente de maneira indevida.
A promotora entrou também com uma ação de Improbidade Administrativa, com pedido de Liminar, requerendo o afastamento do Gestor Municipal, além do Secretário de Finanças Vicente Gomes e do Tesoureiro Antônio de Sousa Daniel, pelo fato do Município de Canindé ter desviado os recursos da taxa de iluminação.

As ações já foram distribuídas nas duas Comarcas de Canindé. A ação de improbidade administrativa está na mesa do juiz Paulo Sérgio dos Reis, titular da 2ª Vara da Comarca de Canindé, que deverá se pronunciar até esta sexta-feira.

A promotora de Justiça da 2ª Vara da Comarca de Canindé Luci Antoneli, ingressou, também, com uma ação contra dois parlamentares que são servidores do município, os quais acumulavam cargos, porém, não estavam trabalhando e recebendo pagamento de maneira irregular.

São eles, os vereadores Zeleide Araújo e Antônio do Ives, que segundo a investigação do MP, recebiam dois salários, mas não exerciam as funções nos cargos de professora e vigia na Prefeitura Municipal de Canindé, sendo considerados pela promotora, como funcionários Fantasmas.

Segundo a Promotora não foi provado que Zeleide Araújo e Antônio do Ives estejam lotados prestando serviços ao Município.

Na Ação de Improbidade Administrativa, Antonelli pede o afastamento de ambos dos cargos e a devolução dos valores recebidos indevidamente.

Em contato com a Câmara Municipal de Canindé formos informados que os vereadores estão de recesso só retornam aos trabalhos a partir de fevereiro. Os dois denunciados fazem parte da base aliada do Prefeito, sendo que o irmão da vereadora Zeleide ocupa o cargo de Secretário de Educação e o filho do vereador Antonio do Ives ocupa o cargo de Secretário de Cultura e Esportes.

A promotora Luci Antonelli, informou que ainda existem 67 procedimentos em tramitação no Ministério Público, contra o governo do prefeito Celso Crisóstomo e, contra outros vereadores do município de Canindé.

Acossado com as denúncias contra sua administração, o prefeito Celso Crisóstomo, através de processo judicial, ingressou com pedido de danos morais contra a Facebook e contra o Grupo ‘Todos por Canindé Livre’, onde em decisão liminar foi determinada a retirada de postagens ofensivas e agressivas ao prefeito Celso. Na decisão, o Juiz determinou a retirada do Grupo em cinco dias e aplica multa diária no valor de 200 reais caso a decisão não seja cumprida.

A Assessoria Jurídica do prefeito informou que também houve o ajuizamento de ação de danos morais, com fins de Indenização, contra o radialista Márcio Sousa e também contra o próprio vice-prefeito, Sr. Francisco Paulo dos Santos Justa (Paulo Justa).

Há informações ainda de que outras ações estão sendo ajuizadas pelo prefeito contra ataques ao seu governo. Ele afirma que os ataques tem motivação política e são orquestrados pela oposição. Com informações de Wellington Lima

Ceará Notícias

Comente com Facebook