/Ceará e Fortaleza perdem dois mandos de campo por confusão em Clássico-Rei na Série A

Ceará e Fortaleza perdem dois mandos de campo por confusão em Clássico-Rei na Série A

Faltando quatro rodadas para o fim do Campeonato Brasileiro, Ceará e Fortaleza foram alvos de punição pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O órgão determinou a perda de dois mandos de campo para ambos os times em jogos organizados pela CBF, além de multa de R$ 20 mil para cada. O Vovô ainda foi punido em mais mil reais pelo atraso na entrega das escalações, e o Leão em mais dois mil pela faixa contra o VAR nas arquibancadas. Cabe recurso.

A punição é referente ao Clássico-Rei do dia 10 de novembro, válido pela 32ª rodada do Brasileirão. O jogo terminou 1 a 0 para o Fortaleza. Em súmula após o fim da partida, o árbitro Flávio Rodrigues de Sousa registrou a confusão nas arquibancadas destinadas à torcida visitante – no caso a do Ceará – e a invasão de campo por um torcedor no fim do confronto. Também foram registradas a manifestação contra o VAR pela torcida tricolor e a demora para os jogadores do Leão em voltarem ao campo para o segundo tempo

Mesmo com a decisão, os times devem recorrer, mas de acordo com o inciso 7º do artigo 67 do Regulamento Geral do Campeonato Brasileiro de 2019, a decisão entra em vigor três dias após o recebimento da notificação pelos clubes. Desse modo, o jogo entre Fortaleza e Santos, na próxima quinta-feira (28/11), não sofrerá alteração no mando de campo, mas o duelo entre o Tricolor do Pici e o Bahia, previsto para 8 de dezembro, não deve ter torcida. As próximas duas partidas do Ceará como mandante (contra Athletico-PR e Corinthians) também devem ser jogadas com portões fechados.

Até o momento, apenas o Fortaleza se posicionou  acerca do caso. O vice-presidente do clube, Marcello Desidério, utilizou as redes sociais para comentar a sentença. Ele garantiu que o jogo contra o Santos vai ocorrer na Arena Castelão. Além disso, o dirigente afirmou que o departamento jurídico do clube entrará com recurso nesta quarta-feira (27/11) para suspender a decisão.

Por meio da assessoria, o Ceará afirmou que deve divulgar posicionamento em breve./ G1

Comente com Facebook