/Ações integradas e bases do “Proteger” ajudam na redução de 60% nas mortes violentas em 2019

Ações integradas e bases do “Proteger” ajudam na redução de 60% nas mortes violentas em 2019

Com 29 bases fixas instaladas em pontos estratégicos de Fortaleza, o Programa de Proteção Territorial e Gestão de Risco (Proteger) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS-CE) tem contribuído substancialmente com a redução dos índices de criminalidade na Capital.

O Programa apresenta resultados positivos, como a redução de 60% nos números de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), passando de 135 mortes para 54, e de 35,12% nas ocorrências de Crimes Violentos Contra o Patrimônio (CVPs), diminuindo de 1.737 para 1.127 roubos, em áreas que contam com os postos, se comparados os anos de 2019 com 2018.

O Proteger funciona por meio das bases fixas da Polícia Militar do Ceará (PMCE) instaladas pontos estratégicos da Capital, visando o combate aos crimes territoriais.

Por trás do princípio do Programa, há um trabalho desenvolvido pela Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública (Supesp) da SSPDS, que mapeou 70 indicadores como renda, saneamento e educação, referentes às áreas críticas de Fortaleza. Com um trabalho alinhado entre a Prefeitura e Estado, Polícia e demais instituições têm agido para melhorar a situação dos microterritórios no município, como destaca o secretário da Segurança Pública do Ceará, André Costa.

Comente com Facebook